quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Busca

Procuro por algo que nunca foi perdido, tampouco achado. Procuro por alguém que nem exista ou sequer tenha sido imaginado. Procuro entre selvas de granito e cidades verdes. Corro contra o tempo e contra o vento, sem saber o que me aguarda, sem crer no que virá. Tenho asas nos pés e ferimentos profundos na alma. Sem bálsamos. Apenas sinto, apenas pressinto. E convivo.

Minha busca ainda continua. E desvendo mistério, encontro o que não procuro, deixo o que me prende. Nasci assim; cabelos à brisa suave, movimentando-me ainda que permanecesse estática. Não posso ser fruto de uma imaginação ociosa; coexisto com alucinações e especulações. O que sou não entendo, entendo o que não sou.

Permanecerei assim. Na busca que vira fuga. Uma fuga de mim.

14 comentários:

Tais Canizo disse...

Seus contos são lindos, falo com honestidade.
Estou apaixonada pelo seu blog :$

Mony disse...

Eu também estou sempre em busca de algo que eu não sei bem o que é. Só sei que ainda não encontrei.

Um abraço.

Marcelo Mayer disse...

achando, achando e achando assim... é que vai ser perdendno aos poucos.

Bill Falcão disse...

Muitos vivem nessa busca. Talvez todos, mas não garanto.
Bjoooooo!!!!!!!

Babizinha disse...

São por esses paradoxos que continuo a viver também. E talvez, quando eu encontrar aquilo que eu não sei nem pare essa busca incessante.

Intenso teu texto!

Beijos
;*

Ricardo de Lima disse...

Essa foi Bossa... suas histórias sao verdadeiros achados!!!

Parábens....Bjoca...

Luiza disse...

ficou muito bonito. me deu uma vontade de voar...

Erica Ferro disse...

Clarice, TODA Clarice esse teu texto!

Lindo, lindo... Intenso!

Beijo, querida.

Daninha disse...

Sem palavras .-.
Beijos

Midup disse...

Sempre estamos em busca de algo, e muitas vezes nem sabemos o que nos motiva a correr tanto atrás de algo dessa forma.
Acho que nunca estaremos verdadeiramente satisfeitos com nós mesmos, e isso faz com que estejamos sempre procurando por algo mais.

Adorei seu blog, adorei seu texto. Ele expressa o que todos sentimos, e muitas vezes não temos coragem de dizer. =)
Parabéns. =D
Beijoos...

Bruh Portela disse...

Muito muito bom!

Naty disse...

Ser humano é um bicho estranho. Realmente , sempre buscamos coisas que não sabemos o que é, ou buscamos mais de algo que já temos... fugimos quando não devemos, do que não devemos!!

Amei o texto.. me fez pensar Às 1:03 da madrugada!!

beijundas Sam!

Charlie B. disse...

A fuga é sempre uma alternativa, algo como uma opção.

Charlie B.

Ruby disse...

erna busca do ser humano é intingível, quando se pensa que encontrou, não era bem assim e segue-se a busca.É lindo, vc escreve com primazia.